Gestão de Recursos Humanos: seja um profissional ainda melhor!

A gestão de recursos humanos é um ponto-chave dentro de qualquer empresa. Afinal de contas, não podemos esquecer que uma empresa é feita por pessoas e a gestão delas é de grande valor para o sucesso de qualquer negócio. Ao mesmo tempo, o gestor de recursos humanos é alguém de grande importância dentro da organização.

Por muito tempo, esses profissionais foram vistos como pessoas de uma única função: contratar funcionários para a empresa e também cuidar da demissão e dos exames necessários. Porém, a função desse setor vai muito mais além.

Hoje, muitas pessoas já reconhecem como ter uma boa gestão de recursos humanos é um diferencial para as empresas. Como uma empresa depende das pessoas para que funcione plenamente, cuidando desse capital humano, o crescimento é uma consequência. E, para exercer as funções da melhor maneira como gestor, é preciso ter algumas características.

Mas quais são elas? Quais são as qualidades que um profissional gestor de RH deve ter para ser bem sucedido dentro de uma empresa? Veja abaixo a lista com as principais habilidades necessárias:

1. Seja um líder

Você já deve ter lido em algum lugar como blogs, sites e outros materiais que a palavra “chefe” está caindo em desuso. Isso está acontecendo porque, quando se fala em chefe, logo vem à mente uma pessoa controladora e que faz tudo apenas por si e pela empresa, mas não muito pela equipe.

Porém, quando se fala em líder, a situação é diferente. Um líder é aquele que, além de pensar no crescimento da empresa, pensa também no crescimento de todas as pessoas que estão envolvidas no processo. Por exemplo, um líder costuma escutar com maior atenção os funcionários e consegue reduzir eventuais frustrações destes com o trabalho que exercem.

2. Ofereça motivação

A motivação é o combustível para os empregados de uma empresa. Eles precisam ter um motivo para permanecerem ali e também para oferecerem o melhor que puderem. Nesse aspecto, funcionários bem motivados costumam proporcionar resultados incríveis.

Para isso, faça com que todos se sintam parte de algo e não apenas que estão trabalhando para que outras pessoas lucrem com isso. Eles não podem se sentir sem propósito ou esquecidos em uma sala no fundo da empresa. Outra forma de motivá-los é dando-lhes o próprio exemplo.

Quando houver muito trabalho e um prazo curto, coloque a mão na massa, mostre que você trabalha para a coletividade e não apenas para si. Tente também identificar o que é mais importante para cada pessoa que colabora com a empresa.

3. Delegue funções

Um bom gestor de Recursos Humanos confia em seus colaboradores o suficiente para delegar funções que são de sua responsabilidade.

Para saber quais tarefas é melhor delegar, determine quais são as suas prioridades dentro de um determinado período e quais são as atividades de maior urgência. Aquilo que não for urgente, você pode delegar, pois assim, pode revisar o trabalho antes que ele seja finalizado.

Para saber para qual colaborador delegar, é preciso conhecê-los bem, saber quais são as principais habilidades de cada um. Um bom gestor conhece essas informações.

4. Evite misturar a vida profissional com a pessoal

Já ouvimos diversas vezes que, ao passar pela porta da empresa, os seus problemas ficam do lado de fora. Porém, na prática não é bem assim, afinal de contas, nossas emoções nem sempre podem ser controladas e fazer isso com elas pode ser até arriscado. O que não pode acontecer é que essas suas emoções acabem desabando em outros membros da equipe.

Portanto, se você estiver em um dia muito ruim, tente aproveitar esse momento para focar no trabalho. Você certamente já fez tudo o que estava ao seu alcance e agora, o melhor que pode fazer por si, é cuidar bem da sua equipe e ajudar também outros colegas que, como você, podem não estar em um bom dia.

5. Aprenda a dar e receber feedbacks

Os feedbacks são essenciais para realizar uma boa gestão de recursos humanos. Afinal de contas, como a equipe saberá que está tomando o caminho certo ou não? Você, como gestor de RH deve orientá-los da melhor maneira possível. Lembre-se: ao dar um feedback não aponte apenas os erros, debata com o colaborador como a tarefa em questão pode ser melhorada e trazer bons resultados.

Você também precisa saber como receber feedbacks. Essa é uma ótima maneira de descobrir se o seu trabalho como gestor está de fato sendo produtivo e se a equipe está satisfeita. Aceite as críticas construtivas e dê voz para que os funcionários possam dar ideias de como tudo poderia funcionar melhor.

6. Ame o que faz

Muita gente acha que amar que o faz é algo clichê e que pode ser superado. Por exemplo, muitos acham que uma boa remuneração pode superar o fato de não estar plenamente satisfeito com o cargo na gestão de recursos humanos na empresa. Porém, amar o que faz tornará o seu trabalho muito mais fácil de ser realizado.

Quando você se sente satisfeito no lugar onde está, o seu sucesso como profissional é uma consequência, algo que acontecerá naturalmente.

7. Pense na responsabilidade social

É muito importante que os colaboradores estejam alinhados com a visão da empresa. Por exemplo, se a organização na qual você atua se preocupa com a responsabilidade social, o setor de RH também precisa se preocupar com essa questão.

Quer uma boa ideia de como fazer isso? Contrate um jovem aprendiz. Esse é um programa que consegue oferecer, para muitos jovens (alguns deles em situação de risco), a oportunidade do primeiro emprego. Médias e grandes empresas — aquelas que possuem mais de 7 funcionários — têm a obrigatoriedade de contratar um jovem aprendiz, ao menos.

Além de promover uma sociedade melhor e mais justa, oferecendo melhores oportunidades de vida para adolescentes e jovens entre 14 e 24 anos, a empresa também conquista outros benefícios como os fiscais, promove uma boa imagem e pode reter bons talentos dentro da empresa.

Quer entender quais são os outros benefícios em contratar um jovem aprendiz para a sua empresa? Então, baixe o nosso infográfico e encontre 5 bons motivos!

Ramacrisna

Promovendo sonhos e transformando vidas.

LEIA TAMBÉM

Manual sobre a Lei da Aprendizagem!

VEJA AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O FIA