Ramacrisna promove Roda de Viola com o grupo Violeiros do Médio Paraopeba

Evento, GRATUITO E ABERTO AO PÚBLICO, será realizado dia 27 de junho

A Ramacrisna promove no sábado, dia 27 de junho de 2015, a partir das 20hs, a 6ª edição de sua roda de viola. O evento que será realizado no Centro Cultural Ramacrisna, na rua Mestre Ramacrisna, 379, bairro Santo Afonso, com entrada gratuita, contará com a apresentação do Grupo Violeiros do Médio Paraopeba, o maior grupo de viola caipira de Minas Gerais e 4º do Brasil, possui ao todo 37 músicos de cidades como Itaúna, Azurita, Serra Azul, Mateus Leme, Juatuba, Betim, Florestal e Pará de Minas.

Com o intuito de preservar a cultura local, a música de raiz e valorizar um dos principais símbolos da música popular brasileira, a Ramacrisna promove todos os anos a Roda de Viola na instituição. Músicas entoadas em suas cordas atravessaram décadas e gerações e até hoje estão presentes no dia-a-dia da cultura brasileira.“Os morados de Betim e região vão ter a oportunidade de conhecer artistas de várias cidades que mantém, por meio da música, a tradição de um dos instrumentos de maior prestígio da música popular brasileira”, conta a vice-presidente da Instituição Social Ramacrisna, Solange Bottaro.

Tomado pela paixão deste instrumento, o Grupo de Violeiros do Médio Paraopeba surgiu há 5 anos com a proposta de preservar a música raiz e a viola caipira de 10 cordas, cujo timbre relembra a época áurea da música caipira. O grupo, que lançou em 2015 seu primeiro DVD, já se apresentou em várias cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, como Juatuba, Florestal, Igarapé, São Joaquim de Bicas, Ibiritè, Santa Luzia, Sarzedo, Itaúna, entre outras.

O grupo promete um show inesquecível com um repertório recheado de emoções que irá relembrar os sucessos clássicos da música de raiz, como “Chico Mineiro”, “Menino da Porteira” e “Asa Branca”, “Esta será a primeira vez que faremos um show em Betim, esperamos cantar e encantar as pessoas com uma viagem as nossas origens e ao maravilhoso universo da genuína viola caipira” conta um dos violeiros fundadores do grupo Cláudio Alves.

A roda de viola vai contar também com barraquinhas de comidas típicas, como caldos diversos, quentão, churrasquinho, entre outros. Os participantes poderão também conhecer e adquirir os produtos da Cooperativa Futurarte, apoiada pela Ramacrisna, feitos com materiais recicláveis.

Insta - Roda de Viola

Ramacrisna

Promovendo sonhos e transformando vidas.

LEIA TAMBÉM

Manual sobre a Lei da Aprendizagem!

VEJA AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O FIA