Ramacrisna promove encontro entre Grupo Giramundo e Liverpool Hope University para bate papo teatral

Solidariedade-Globalizada-Hope-RamacrisnaA Instituição Social Ramacrisna, localizada em Betim, em parceria com a Universidade inglesa Liverpool Hope University e o Grupo Giramundo Teatro de Bonecos, promove no dia 14 de agosto, sexta feira, o bate papo teatral “Bridge: Dois mundos conectados pela paixão teatral”. O encontro acontece no teatro do próprio Giramundo, com vagas limitadas, e tem o intuito de trocar conhecimentos acerca da metodologia de trabalho e o processo criativo de ambas as partes. Participarão, da Liverpool Hope University, o professor Dr. Kristofor Darby e os alunos Christy Flynn e Lisa Bassett e do Giramundo, os diretores Marcos Malafaia, Beatriz Apocalypse e Ulisses Tavares.

Por meio do projeto Solidariedade Globalizada – Hope One World Project, todos os anos, desde 2004, representantes da universidade ficam hospedados durante 15 dias na sede da Ramacrisna. Neste período, professores e alunos da Escola de Artes e Design da universidade trocam conhecimentos com alunos da organização social e Cooperadas da Futurarte – cooperativa de artigos artesanais sustentáveis.

Durante as visitas, os ingleses participam de atividades lúdicas com as crianças, compartilhando a diversidade cultural e o idioma em um clima de cooperação. Com as colaboradoras da Futurarte, há um desenvolvimento de novas coleções com uma inovadora visão europeia mesclada à criatividade e simplicidade das moradoras da área local da cidade de Betim. Estas atividades se diversificam a cada ano, de acordo com as competências dos professores e alunos enviados. Para este ano, a temática escolhida foi o teatro. O Brasil é o único país de língua não inglesa a participar do projeto e a Ramacrisna foi a Instituição escolhida para a atividade.

Sobre a Ramacrisna

Criada pelo jornalista paraibano Arlindo Corrêa da Silva, a Ramacrisna desenvolve, há 56 anos, projetos culturais, educacionais, profissionalizantes, de lazer, entre outros, voltados para comunidade em situação de vulnerabilidade social de Betim e 8 cidades do entorno. O nome da instituição veio do filósofo indiano Sri Ramakrishna, ecumenista que viveu no século 19 e pregava o trabalho social como forma de transformação do ser humano. Ela se tornou conhecida em todo o Brasil como instituição do Terceiro Setor referência em projetos de autossustentabilidade por possuir uma Fábrica de Telas de Arame e uma unidade para comercialização em Belo Horizonte. O lucro obtido com as vendas é destinado ao setor social da Ramacrisna, garantindo mais autonomia e uniformidade no atendimento às pessoas amparadas pelos projetos. Visando potencializar as estratégias de gestão da instituição, em 2008, uniu-se a FDC – Fundação Dom Cabral, que está entre as melhores escolas de negócios do mundo pelo ranking da Financial Times. A Ramacrisna ainda coleciona, desde sua fundação, diversas renomadas premiações, como o Prêmio Mineiro de Excelência da Gestão das Entidades do Terceiro Setor, promovido pela SEPLAG – Secretaria de Planejamento e Gestão de MG e o 1º lugar do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – Educação de Qualidade para todos do Governo de Minas. Somente em 2014, a instituição atendeu 132.015 pessoas em sua sede e em parceria com o Poder Público.

Sobre a Liverpool Hope University           

A Liverpool Hope University atua há mais de 165 anos, na Inglaterra. A instituição se preocupa em oferecer uma educação de alto padrão, que vai além do âmbito acadêmico, com intuito de formar cidadãos responsáveis, que atuam como membros ativos na sociedade. O premiado projeto de desenvolvimento cultural da instituição passou a se chamar Global Hope, ou Solidariedade Globalizada, em 2009. Além da Ramacrisna, o projeto possui parcerias com outras instituições, internacionalmente conhecidas pelo desenvolvimento de um trabalho social responsável e transparente. Entre elas estão a SOS Children’s Villages Uk e a The Sisters of Notre Dame. Os responsáveis pelo programa esperam expandir ainda mais o número de parcerias, a fim de integrar um número ainda maior de países e culturas.

Sobre o Grupo Giramundo

O Giramundo foi criado em 1970, pelos artistas plásticos Álvaro Apocalypse, Tereza Veloso e Madu. O grupo montou 34 espetáculos teatrais, construindo acervo próximo de 1500 bonecos e objetos de cena. Suas montagens experimentaram o boneco em múltiplas formas, criando variado panorama do teatro de bonecos. Durante os anos 2000, o Giramundo conquistou sua sede própria, base para seu Museu, Escola e Estúdio de Animação. Neste período o grupo concentrou sua atenção na produção de animações e conteúdo digital e na comunicação através da internet. Mais recentemente, iniciou a produção e comercialização de livros, vídeos e brinquedos incorporando o pensamento industrial ao seu modelo de sustentabilidade institucional. Hoje, o Giramundo se transforma: a ideia de grupo de teatro, que orientou suas atividades durante 30 anos, cede espaço para um núcleo multimídia, experimentador de uma cena de animação, onde convivem bonecos reais e suas versões digitais. Essa mistura do teatro de bonecos, vídeo, animação, música, dança e artes plásticas parece ser o território do Giramundo do século XXI.

Serviço
Bate Papo “Bridge: Dois mundos conectados pela paixão teatral”
VAGAS LIMITADAS
Data: 14 de agosto
Horário: 16h
Local: Teatro de Bonecos Giramundo
Endereço: Rua Varginha, 245 – Floresta
Inscrições: 3438-5500 / inscricao@ramacrisna.org.br
Visitantes da Liverpool Hope University deste ano:
Professor: Dr. Kristofor Darby
Alunos: Christy Flynn e Lisa Bassett

Ramacrisna

Promovendo sonhos e transformando vidas.

LEIA TAMBÉM

Manual sobre a Lei da Aprendizagem!

VEJA AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O FIA