Parceria com o Japão amplia projeto da Ramacrisna

Projeto Adolescente Aprendiz  ganha novo prédio aumentando o número de oportunidades para que jovens possam ingressar no mercado de trabalho

A Ramacrisna, instituição social que há 58 anos vem desenvolvendo projetos de educação profissionalização e geração de renda com pessoas em risco social de Betim e 10 cidades do entorno, inaugura no próximo dia 17 de fevereiro, sexta-feira, às 11h, o novo Centro de Estudos do Adolescente Aprendiz. A construção do novo espaço só foi possível graças à doação de recursos do governo japonês e, por isso, contará com a presença do Cônsul-Geral, Tsuyoshi Yamamoto, do Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro para a solenidade de inauguração.

O Governo do Japão investiu cerca de R$ 236 mil reais na construção de uma nova e moderna escola para o projeto Adolescente Aprendiz. Parceiro em outros projetos da Ramacrisna, o governo japonês auxiliou também na construção da Escola de Mecânica de Automóveis em 2008. Visando sempre favorecer a inclusão social, a cidadania e a profissionalização da população jovem da região.

O novo prédio tem 672 m², sendo ele de dois pavimentos. Ao todo são quatro salas de 73 m² cada uma beneficiando 120 alunos. “Com essas medidas iremos oferecer melhores condições de trabalho para os professores e mais conforto para nossos alunos. As salas têm ainda um viés de sustentabilidade com iluminação natural durante o dia, e para atividades noturnas terá iluminação utilizando lâmpadas de led. As salas foram planejadas para receber ventilação natural, reduzindo ainda mais o consumo de energia elétrica. Na parte inferior, contamos com um vão livre de 336 m². Nesse espaço serão realizadas atividades extracurriculares, workshops, dinâmicas e palestras, visando o aprimoramento, bem como a melhor capacitação do jovem”, explica Solange Bottaro, vice-presidente da Ramacrisna.

O novo espaço construído com recursos do povo japonês, tem por objetivo a melhoria das condições futura dos jovens. “O Adolescente Aprendiz estimula o desenvolvimento de valores éticos e profissionais. Além de oferecer qualificação, o Programa é a primeira oportunidade de entrada no mercado de trabalho. E pode ser a chance destes jovens serem efetivados pelas empresas. A credibilidade de uma parceria com o Governo Japonês é motivo de orgulho para a Ramacrisna”, comemora a vice-presidência da Ramacrisna, Solange Bottaro.

Completando neste mês de fevereiro 58 anos, a ONG por meio deste projeto já recebeu  jovens e adolescentes com idade entre 14 e 18 anos. Desde 2005, a Ramacrisna realiza o programa, que oferece cursos nas áreas de Auxiliar Administrativo, Assistente de Logística, Auxiliar de Serviços Bancários, Auxiliar de Audiovisual, Aprendiz no Desporto, Auxiliar de Comércio e Serviços e Aprendiz na Música, sendo que, o jovem passa 4 dias na empresa e 1 dia na Ramacrisna. Durante esse período, os estudantes têm acesso a outros programas que acontecem dentro da Ramacrisna como a Biblioteca que abriga um acervo com mais de 5.000 livros de literatura infanto-juvenil e adulto, além de participarem de atividades artístico-culturais e palestras.

Sobre o Programa Adolescente Aprendiz na Ramacrisna ___________________________

A Instituição Social Ramacrisna foi autorizada a capacitar e encaminhar jovens em sua primeira oportunidade no mercado de trabalho, direcionando-os às empresas. O projeto estimula o desenvolvimento de valores éticos e profissionais de adolescentes em situação de risco social e pessoal, promovendo a inclusão e o primeiro contato desses jovens de 14 a 18 anos com o mercado de trabalho. Através do Programa, jovens podem atuar nas áreas de Auxiliar Administrativo, Assistente de Logística, Auxiliar de Serviços Bancários, Auxiliar de Audiovisual, Aprendiz no Desporto, Auxiliar de Comércio e Serviços e Aprendiz na Música. Um dos diferenciais da Ramacrisna é a capacitação preparatória, ministrado antes da aprendizagem, de orientação profissional com formação em finanças, administração e economia básica, de 100h.

Atualmente, centenas de jovens aprendizes estão inseridos em dezenas de empresas nas cidades da região Metropolitana de Belo Horizonte e outras centenas já concluíram seu aprendizado, sendo efetivados na empresa ou admitidos em outra. Muitos estão cursando ou já concluíram a faculdade, sonho impensável há alguns anos.

Essas ações, apoiadas pelas empresas, são extremamente importantes nesse momento crítico crucial da vida dos adolescentes, e contribuem para a construção de um futuro digno e produtivo destes jovens. Dessa forma, diminui-se a violência, o tráfico e o uso de drogas, a gravidez na adolescência, entre outros elementos profundamente danosos para toda a sociedade. Assim, lentamente, através da redução desses elementos, ocorrem transformações nas comunidades, nos municípios, nos estados e em todo o nosso país.

Para se ter uma ideia em 2016 mais de 400 jovens passaram pelo programa atuando em 87 empresas de 10 cidades da região metropolitana de BH.

O que é o Programa Jovem Aprendiz do Governo Federal ____________________________

O decreto federal do ano 2000 determinou que empresas de médio e grande porte contratassem um número de aprendizes igual ou equivalente a pelo menos 5% de seu quadro de funcionários (a porcentagem pode chegar até 15%), o calculo leva em consideração também o total de empregados cujas funções demandem formação profissional.

A aprendizagem é realizada durante 4 dias na empresa e 1 dia na Ramacrisna, sendo os primeiros vinte dias do contrato destinado à aula teórica na Instituição. Os contratos podem variar entre 11 e 23 meses e a jornada de aprendizagem diária entre 4 e 6 horas. Entre as vantagens para os empresários estão: dispensa de aviso prévio remunerado, isenção de multa rescisória e apenas 2% de FGTS.

Programa Aprendiz na Música Ramacrisna ________________________________________

Mesmo com a obrigatoriedade, algumas empresas não conseguem absorver a mão de obra juvenil por não possuir funções adequadas ao jovem em suas atividades, por meio do programa, estes jovens, além dos cursos obrigatórios do Programa Adolescente Aprendiz do Governo Federal, participam de aulas teóricas e práticas de música em instrumentos de corda e sopro; e, ainda, fazem parte da Orquestra Jovem Ramacrisna, fundada há 11 anos, e que conta com a regência do maestro Eliseu Barros, profissional experiente e reconhecido no cenário musical.

“Se a empresa precisa contratar para cumprir a lei, mas ao mesmo tempo não tem onde inserir este jovem, nós, trouxemos a solução ao transformar estas vagas em oportunidade de profissionalizar musicalmente este adolescente que é inserido no  universo da música e passa aprender um instrumento e ampliar o seu horizonte cultural”, diz Solange, que ainda completa: “Este é o sonho de muitas pessoas: poder receber salário para poder estudar música. O que estas empresas estão gerando de oportunidade é algo único”.

Ramacrisna

Promovendo sonhos e transformando vidas.

LEIA TAMBÉM

Manual sobre a Lei da Aprendizagem!

VEJA AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O FIA