Jovens do Ramacrisna participam de projeto na Liverpool Hope University, na Inglaterra

Dois jovens do Instituto Ramacrisna foram selecionados para participar do “Congresso Global de Jovens da Grande Esperança”, o The Big Hope 2

A Liverpool Hope University recebe em 2018 a segunda edição do “The Big Hope – Congresso Global de Jovens da Grande Esperança” e contemplou o Instituto Ramacrisna com duas bolsas de estudo para que o Brasil também fosse representado no evento. O The Big Hope 2 vem 10 anos após a sua primeira edição e cumpre a promessa feita de receber jovens de todo o mundo em Liverpool. O evento pretende reunir 1.000 jovens entre os dias 13 e 20 de junho na Liverpool Hope University para ouvir uma série de palestrantes, fazer parte de discussões poderosas e conversas significativas sobre uma variedade de temas.

Suellen Rudger, fotógrafa e Cledemar Duarte, Jornalista, foram os selecionados para representar o Ramacrisna em Liverpool, os dois jovens fazem parte da Produtora Antenados, e estão no Instituto desde muito jovens. Os selecionados afirmam que são muito gratos por terem sido os escolhidos para a viagem. “O Ramacrisna teve uma grande participação para eu me tornar quem sou hoje. Aqui aprendi a trilhar um caminho de possibilidades e a agarrar as oportunidades”, afirma Cledemar que atualmente é coordenador da Produtora Antenados. Ele entrou na Ramacrisna aos 9 anos de idade e passou por diversos projetos como o CAER, o Coral, dentre outros. Já a Suellen chegou no Instituto através da escola integral e com o tempo foi particiando de diversos projetos até chegar ao Antenados. Foi de aluna a instrutora e afirma “no Ramacrisna conheci um mundo de novas oportunidades, e aprendi a agarra-las. E é o que repasso para as pessoas em minha volta, que oportunidades vem e vão, basta nós estarmos atentos e lutar para que nossos sonhos virem realidade.”

A bolsa contempla passagem aérea, transfer, hospedagem, alimentação e acesso a programação completa de eventos. O Ramacrisna é parceiro da Liverpool Hope University desde 2004, e recebe anualmente durante 15 dias professores e alunos da Liverpool Hope University para um intercambio com alunos da organização e mulheres da Futurarte, dentro do projeto Solidariedade Globalizada – Hope World Project. O Brasil é o único país de língua não inglesa a participar do projeto e a Ramacrisna foi a instituição escolhida para a atividade.

Durante o congresso algumas das principais questões exploradas serão liberdade, conflito, igualdade e mudança. Essas quatro questões formarão os quatro pilares da conferência. Workshops, seminários e discursos principais irão se concentrar nas relações entre essas questões e fatores como inovação, comunicação, trabalho e negócios e fé. A semana será cheia de aprendizados, debates, criatividade, troca de experiências e diversão com representantes de todo o mundo.

Instituto Ramacrisna

Criado pelo jornalista Arlindo Corrêa da Silva, o Ramacrisna desenvolve, há 59 anos, projetos culturais, educacionais, aprendizagem, profissionalizantes, entre outros, voltados para a comunidade em situação de vulnerabilidade social de Betim e dez cidades do entorno. O nome do instituto é uma homenagem ao filósofo indiano Sri Ramakrishna, ecumenista que viveu no século 19 e pregava o trabalho social como forma de transformação do ser humano. O Ramacrisna se tornou conhecida em todo o Brasil como instituição do Terceiro Setor referência em projetos de autossustentabilidade por possuir uma Fábrica de Telas de Arame. O resultado obtido com as vendas é destinado ao setor social da Ramacrisna, garantindo mais autonomia e uniformidade no atendimento às pessoas amparadas pelos projetos.

O Ramacrisna ainda coleciona, desde a sua fundação, diversas premiações renomadas, entre elas as mais recentes: o selo “Melhores ONGs” promovido pela Revista Época e Instituto DOAR que leva em consideração critérios como a gestão e transparência da Instituição, a certificação internacional “GreatPlacetoWork (GPTW)”, que reconhece os melhores lugares para se trabalhar e o Prêmio Itaú-Unicef na categoria Grande Porte Regional Belo Horizonte, com o projeto “Escola Integral”, que busca o desenvolvimento integral dos alunos, acreditando na educação como uma ferramenta de transformação. O prêmio é considerado o maior do Brasil no campo da educação como chancela da UNICEF – Fundo das Nações Unidades Para a Infância.

A Liverpool Hope University

Com uma história que se estende por mais de 170 anos, a Liverpool Hope University é uma universidade que desenvolveu uma forte tradição de excelência acadêmica e pesquisa mundial. A Universidade coloca grande ênfase no ensino de alta qualidade, facilitada por uma comunidade de acadêmicos e estudiosos que são de maior calibre.

Liverpool Hope obteve recentemente o status Gold na Estrutura de Excelência de Ensino do Governo (TEF), que mede a excelência em qualidade de ensino, ambiente de aprendizagem e resultados dos alunos. Apenas cerca de um em cinco provedores de educação superior do Reino Unido alcançou o ouro e Liverpool Hope é uma das únicas três universidades do noroeste e a única em Liverpool, para ganhar a classificação de ouro.

Um dos principais objetivos da Universidade é proporcionar uma “experiência de transformação para os alunos” e “proporcionar mais oportunidades para que os alunos ampliem seu desenvolvimento pessoal ao longo da vida do curso”. A Universidade acredita que os bons relacionamentos, que promovem a aprendizagem, resultam de interações pessoais diárias. Liverpool Hope procura estudantes brilhantes e promissores, independentemente dos antecedentes, para abrir oportunidades para aqueles tradicionalmente excluídos do ensino superior.

Ramacrisna

LEIA TAMBÉM

Manual sobre a Lei da Aprendizagem!

VEJA AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O FIA