Cerca de 800 alunos da Ramacrisna participam de palestras do Proerd da PM

O Programa Educacional de Resistência às Drogas é um esforço cooperativo da PM, Escola e Família

Os alunos participantes do Centro de Apoio Educacional Ramacrisna (CAER) e do Projeto Adolescente Aprendiz, estão participando das palestras do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD) da Polícia Militar (PM). Desde o dia 9 de novembro, 303 aprendizes, das turmas manhã e tarde e, 577 alunos do CAER, com idades de 6 a 16 anos estão recebendo a formação. O PROERD consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família e tem por objetivo dotar jovens estudantes de informações e habilidades necessárias para viver de maneira saudável, sem drogas e violência.

O programa é aplicado por Policiais Militares, devidamente qualificados para a atividade. As aulas ensinam, de forma cativante, descontraída e lúdica, maneiras de resistir às diferentes pressões para o consumo de drogas. O sucesso desse programa de prevenção perpassa pelo direcionamento de conteúdos devidamente preparados e direcionados a públicos específicos, numa aplicação continuada no ambiente escolar, utilizando aulas interativas focadas nos anos iniciais da infância até a fase adulta.

Segundo o Policial Militar, Roberto Souza, durante o encontro com os jovens, em quatro encontros e quatro semanas, o policial Militar apresenta e desenvolve habilidades necessárias para recusa de ofertas de drogas em vários contextos e situações. No encontro também são apresentadas: habilidades de comunicação, tomadas de decisão segura e responsável, perigos das pressões que possam influenciar o jovem a experimentar drogas e praticar a violência, virtudes e qualidades de ser um bom cidadão. “Ao final do ciclo de palestras, o aluno jovem tem a oportunidade de fazer uma reflexão sobre experimentar drogas e frequentar lugares onde existe o risco e possíveis consequências negativas”, explica Roberto.

20151113053755

Sobre o CAER
Um dos valores máximos que levaram o fundador da Ramacrisna a iniciar sua obra meritória foi acreditar que somente através da educação é possível mudar um país. Por meio do CAER – Centro de Apoio Educacional Ramacrisna, ofertamos às crianças uma educação de qualidade, ampliando seus horizontes, abrindo-lhes as portas de um mundo mais igualitário e justo, através da participação em diversas oficinas. Desenvolvida por uma equipe multidisciplinar de professores habilitados, cedidos pela Secretaria de Educação de Betim e instrutores da Ramacrisna, as oficinas são realizadas em período complementar às aulas ministradas na escola pública. As crianças recebem almoço e lanche diariamente, inclusive nas férias, além de material escolar e vestuário, como incentivo à família para mantê-las frequentes na escola. Com isso, reduziram-se significativamente a evasão escolar e o trabalho infantil, práticas comuns na região e houve aumento do nível de escolaridade das crianças e dos adolescentes. Para reforçar esse preceito, as crianças só podem participar das atividades na Ramacrisna se estiverem matriculadas e frequentes em escola pública.

Sobre o Adolescente Aprendiz
A Ramacrisna capacita e encaminha jovens em sua primeira oportunidade no mercado de trabalho, direcionando-os, como aprendizes, às empresas. O projeto estimula o desenvolvimento de valores éticos e profissionais de adolescentes em situação de risco social e pessoal, promovendo a inclusão e o primeiro contato desses jovens de 14 a 24 anos com o mercado de trabalho. O projeto atua nas áreas de aprendiz em auxiliar administrativo, assistente de logística, comércio e serviços, assistente de produção audiovisual e serviços bancários. Centenas de jovens aprendizes estão inseridos em dezenas de empresas nas cidades da região Metropolitana de Belo Horizonte. Muitos estão cursando ou já concluíram a faculdade, sonho impensável há alguns anos.

Ramacrisna

Promovendo sonhos e transformando vidas.

LEIA TAMBÉM

BAIXE O MANUAL GRÁTIS

VEJA AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O FIA